Arquivo de Impressos
Álbuns de Figurinhas, Livros e Revistas

A história dos balões nos álbuns de figurinhas

Figurinhas. Assim como os piões de madeira, até meados da década de 80, os álbuns de figurinhas foram uma das principais brincadeiras da molecada, principalmente nas escolas onde o conhecido jogo de "Bafo" aumentava (ou diminuia) a coleção de muitos. Por muitas décadas, a prática de colecionar figurinhas foi uma febre principalmente as coleções de futebol onde quem completava uma página ou até mesmo o álbum ganhava prêmios como bicicletas, rádios e bolas de futebol.

Me lembro que na minha infância, na década de 80, colecionava tudo quanto era álbuns de figurinhas. Tinha figurinhas de Futebol, Trapalhões, Jaspion, Changeman e até de filmes de terror como Sexta feira 13 e Hora do Pesadelo eu colecionava. Alguns deles davam prêmios e devido a isto, gastava todo o dinheiro do lanche na escola pra comprar as figurinhas. As repetidas, iam pro jogo de Bafo com a esperança de conseguir alguma figurinha que não tinha.

Em 1987, uma idéia genial juntou não só a minha mas a paixão de muitos de nós: Figurinhas e Balões!  O primeiro álbum de figurinhas de balões foi lançado em 1987 e trazia 143 figurinhas de diversos esportes radicais com Bicicross, Surf, Skate e 20 figurinhas com 14balões. Fiquei fascinado ao ver aquele lindo Golfier da Dez de Ouros na capa. Comprei tantas figurinhas que enchi uns 3 albuns em menos de 3 meses.

No ano seguinte, baseado no Album Crazy Wheels da editora Concorde, um baloeiro chamado Gerson sugeriu ao dono de uma editora chamada Albatroz, fazer um álbum só com fotos de balões. Em pleno mês de junho, a editora Albatroz lançou o Album "Balões" com fotos compradas nas lojas do Tati e Foto Wada. Possuia 221 figurinhas mas a qualidade não era muito boa, o fotolito era ruim e as figurinhas muito pequenas. Ele chegou até a numerá-las pois se a idéia não desse certo, transformaria a coleção em figurinhas premiadas como citei anteriormente. Quem enchesse uma página ganharia um prêmio. Mas quem ganhou com isso foi o mundo do balão. Em menos de 6 meses de seu lançamento o Álbum de Balões se tornou um sucesso gigantesco em São Paulo e Rio de Janeiro tendo que fazer mais cópias do álbum e das figurinhas.

O álbum tinha centenas de cromos e entre eles, encontrávamos os maiores clássicos da década de 80 com balões das maiores turmas da época como Saudade, Dez de Ouros, Paulistano, Penha, Emenda, Cometa, Bruxa, Realengo além das fotos do 33x33 da Piratas do Céu e do Pião 54m da Harmonia, o Rei dos Reis. Na última página ainda encontrávamos fotos de balões de balonismo.

Sucesso garantido, no final de 1988, a editora Lazer do Rio de Janeiro entrou na briga lançando o álbum "Balões II" trazendo na capa a Bagdá de 24 metros da Turma da Balança, também do Rio.

O Álbum Balões II com 192 cromos também virou sucesso e se destacou por ter figurinhas em tamanho maior que as figurinhas do álbum paulistano. Também inovou trazendo figurinhas auto colantes e com legendas identificando os balões. O álbum foi bem aceito pela comunidade baloeira principalmente do Rio de Janeiro. Muitos, acredito que mais que 70% do álbum, mostrava figurinhas de balões Fluminenses. Um dos destaques neste álbum eram os balões de recorte cariocas que retratavam diversas personalidades e ajudaram muitas turmas como a conhecida Turma do Cristo a se popularizar pelos seus excelentes e criativos trabalhos.

No ano seguinte, a Fábula Editorial comprou a editora Albatroz e lançou o Álbum "Balões 2 e 3" - Isso mesmo! 2 e 3. Acredito que devido ao sucesso do Álbum Carioca, os produtores do primeiro álbum lançaram seu novo projeto como 2 e 3 visando recuperar a imagem de seu primeiro álbum que ficou apagada com a alta qualidade do álbum concorrente.

O Álbum Balões 2 e 3 com 190 cromos resgatou a hegemonia perdida para o Álbum carioca da Lazer Editorial. Com fotos em melhor qualidade e legendas, o Balões 2 e 3 trouxe uma mescla de fotos da temporada e curiosidades e, em sua  capa, 3 campeões do Incentivo aos Baloeiros, a Boca de Ouro de São Paulo no ano anterior (1988): O Pião de 24 metros da Turma Estrellar, o inesquecível Golfier de 18 metros da Severa Albatroz e o 9x9 da Luar de Vila Sônia.

No ano seguinte (1989), a editora Lazer  lançou seu Álbum Balões 3 com mais balões de São Paulo e 224 figurinhas. Trouxe em sua capa o Pião de 28 metros da Figueira Grande, um pião do Rio que me desculpem não lembro o nome e o mais curioso: Pela primeira e única vez, a mesma foto, da revoada da RTC em 1988 que mostrava o 9x9 da Luar de Vila Sônia, o 9x9 do Clube Paulistano de Balões e o 6x6 da Coringas do Ar, foi publicada nos 2 álbuns (Veja nas Capas).

O Álbum Balões 3 também inovou com a publicação das escuderias das turmas. Ao todo eram 16 turmas ilustrando suas escuderias.

Quem completasse uma página tinha direito a ganhar um adesivo com a escuderia da turma. Eu mesmo ganhei um monte de adesivos da Turma da Neblina do Campo Limpo, bairro aqui da zona sul de São Paulo. Como comprava muitas figurinhas, só com as repetidas enchi um monte de álbuns. Desta vez pecaram na qualidade dos cromos e perderam espaço para o concorrente que acabara de lançar seu novo álbum: o Balões 4.

Para não ficar para trás, a Fábula Editorial investiu em seu "Balões 4", trazendo 196 figurinhas com belas fotos e mostrando os principais balões do circuíto Rio-São Paulo. trazendo em sua capa balões de recorte cariocas como a Nave da Xuxa e um palhaço da Turma do Cristo e Recortes de São Paulo como o Abacaxi da Sol de Campinas e a Garrafa de Coca Cola da RWR, além dos piões da Cambuci de São Paulo e da Arte Real e Amendoeira do Rio de Janeiro. O Álbum foi bem aceito pelos baloeiros e mostrou os principais balões e festivais da temporada 88 e 89 como os festivais da Turma da Amizade e da Turma de Campo Grande, os maiores festivais da época em todo o Brasil, as revoadas de Jordanésia e do comentado festival de Campinas realizado em 1989.

No ano de 1990, a "guerra" das editoras Lazer e Fábula fez com que a editora carioca buscasse se destacar e lançasse o maior álbum da história, a Coleção Sétima Maravilha trazia um álbum gigante com 50x70 cm, tamanho de uma folha de papel de seda e suas fotos, feitas com papel mais grosso que as conhecidas figurinhas até então lançadas, se tornaram uma tortura para quem colecionava figurinhas de balões. Grande, complicado de guardar devido ao seu tamanho e com250  figurinhas em tamanho 10x15cm, as figurinhas do 7ª Maravilha não se tornaram populares devido aos muito erros de legendas com informações erradas e muitas fotos horríveis. Parecia que fizeram um "catado" em álbuns perdidos e montaram um álbum. Também trouxe nessa edição figurinhas com as escuderias das turmas.

No mesmo ano, a Fabula lançou a 5ª edição de seu álbum de figurinhas. Pela primeira vez na história, as recém criadas turmas de baloeiros do Paraná puderam mostrar seus trabalhos para o mundo do balão, até então centrado em São Paulo e Rio de Janeiro. Turmas como Arte Proibida, Macega, Aperto e Magia puderam aparecer juntamente com as turmas da Coruja, Cometa e Gabriel que ilustraram a capa da edição. A 5ª edição da coleção também marcou por uma proposta diferente. Mudaram a diagramação da capa saindo do tradicional fundo azul, predominante desde a 1ª edição e trouxeram uma bela paisagem do Pantanal alusiva a bandeira do pião da Cometa e Gabriel.

Curioso também ou falta de atenção, também colocaram 2 balões da mesma turma na capa: O pião de 16 metros e o pião de 19 metros, Boca de Ouro em 89, ambos da Coruja do Rio de Janeiro.

No ano seguinte 2 novos álbuns: Balões 6 da Fábula Editorial e a segunda edição da coleção 7ª Maravilha, da Lazer Editorial, desta vez em tamanho menor (27x42), padrão utilizado até hoje nos álbuns de figurinhas. Além de uma capa bem trabalhada trazendo o belo e inesquecível pião de 24 metros da equipe Alfa, o 7ª Maravilha 2 trouxe páginas com Pôsteres dos principais balões do álbum e um fantástico quebra-cabeças com o pião da Alfa. já o Balões 6 trouxe em sua capa a foto do gigantesco Pião de 70 metros de Paulinho Carrapato e sua turma, a Unida. Também ficou marcado por uma falha de impressão onde, de acordo com seus idealizadores, a segunda metade do álbum ficou meses sem reprodução fazendo com que os colecionadores, enchessem as primeiras páginas e as últimas, ficaram vazias pois ninguém encontrava as figurinhas. Depois de meses, lançaram um novo lote com as figurinhas da segunda metade do álbum permitindo assim, que pudéssemos completar o álbum. Devido a isso, a 7ª edição da coleção Balões mesmo com figurinhas auto-adesivas e fotos ilustrando o fundo das páginas, os álbuns  Balões 7 e Balões 8 não vingaram e tiveram poucas vendas, fato que muita gente não tem esses exemplares. Eu mesmo tinha apenas 1 de cada mas os perdi, por isso não tenho as capas pra mostrar a vocês. Em 1995 a última edição da coleção, a Balões 9 trouxe fotos e pôsteres dos principais balões da temporada 92/93 e não chegou em sua 10ª edição.

A Editora Lazer lançou o Sétima Maravilha 3 em 1990 com destaque para o Golfier do Grupo Ufo, Boca de Ouro no ABC. Foi a última edição.

Em 1990 um novo álbum de figurinhas apareceu no mercado: O Mundo Maravilhoso dos Balões.

Criado pelo conhecido Adib da Equipe Penha, o  Mundo Maravilhoso dos Balões, feito totalmente com fotos cedidas pelo conhecido e respeitado balógrafo Tati, trouxe em sua capa os dois balões do momento, o pião de 29,60 da Emenda e na Contra-Capa o Pião de 35 metros da Turma do Alvarenga. Com fotos de boa qualidade, O Mundo Maravilhoso dos Balões trouxe uma seleção de balões de todas as épocas com fotos antigas do começo da década de 80 aos últimos lançamentos do ano, além claro de balões da Equipe Penha e amigos do Adib, lógico. O álbum foi bem aceito porém não saiu da primeira edição.

Em 1992, uma nova coleção, lançada pela MP Gráfica trouxe uma nova opção para os colecionadores. A Coleção Todos os Balões Volume 1 trouxe na sua capa a foto do gigantesco pião de 60 metros feito por Ivo Patrocínio em 1989,  recuperado e solto com perfeição da famosa pedreira de Inhaúma pela turma da Bola em 1992. Também trouxe fotos do 9x9 da Art Real e da Golfier de 18 metros da Severa Albatroz na sua capa. Dentro, 187 figurinhas das mais antigas as atuais com uma diagramação bem feita e fotos de qualidade.

Com o fim das coleções 7ª Maravilha e Balões, a A Coleção Todos os Balões dominou o mercado e gerou 6 edições entre 1992 e 1995.

Novas coleções

Após a segunda parte da década de 90, muitas coleções de álbuns de figurinhas apareceram. Em 1995, a Editora Sagas renasceu a coleção Sétima Maravilha e revolucionou trazendo um álbum em formato de pião com a foto do inesquecível Pião de 42 metros da turma da Caverna solto no Natal de 95 em plena Santo André. Na edição seguinte, trouxe outro álbum em formato de Golfier com destaque para o belo Golfier de 20 metros da turma da Serpente do Rio de Janeiro.

Os álbuns da Sagas circularam até 2001. Em 2000 apareceu a coleção Todos os Balões - Folclore Brasileiro sempre com pôsteres e fotos dos principais balões de cada temporada no eixo Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Nos últimos anos poucos álbuns foram lançados. Em 2008 a coleção Pintando o Céu, em sua primeira edição, retratou com pôsteres e figurinhas os principais balões de 2007 no Rio de Janeiro. No ano passado, balões de São Paulo e Paraná participaram da 2ª edição que tinha em destaque o imbatível pião de 28 metros da Progresso e na Contra-capa o heroico Truffi de 45 metros da Brasa do Rio  de Janeiro. Agora em outubro de 2011, de acordo com seus responsáveis, a 3ª edição será lançada.

Conheça todos os álbuns de figurinhas de balões já lançados:

Editora Albatroz / Fábula Editorial:

Lazer Editorial:

MP Gráfica e Editora:

Sagas Editora:

1991 - Studio 4 programação visual:

Independente Editorial (1998):

Acacê Editorial (1990):

Laserthronn Fotocomposição LTDA / Tati Editora:

Pintando o Céu:

Lançada em 2008 apenas com balões cariocas, a nova coleção de figurinhas só engrenou a partir da segunda edição em 2010 que reuniu balões de outros estados. Esta coleção ainda é facilmente encontrada. Basta enviar um email para: figurinhaspintandooceu@gmail.com

É isso ai galera! Agradeço a todos que nos ajudaram a contar a história dos álbuns de figurinhas sobre balões. Em especial aos amigos Cabelo - Coroa (SP), Renê - Brasa (RJ) e a galera da TZL de Mogi. Espero que gostem do nosso editorial e até a próxima.

Comentário enviado pelo Carlinhos,  criador da coleção Balões:

Olá a todos os admiradores dessa arte encantadora, muito legal a sua matéria, adoramos relembrar toda essa história. Entrei aqui para comentar e acrescentar algumas informações, que ficaram faltando.

Eu sou o verdadeiro criador do álbum Balões 1,2,3,4,5,6,7,8 e 9, era da turma CB da Vila Maria , e tive essa ideia batendo bafo com meu sobrinho e fui atras de quem já fazia figurinha para ver se era possível lançar um álbum assim, no local estava presente o Sr. Silvio que ja estava com o seu álbum Crazy Wheels pronto para sair nas ruas e ele ouviu a minha ideia e a copiou indo atras de imagens na Foto Machida (um dos grandes balógrafos da época) para colocar em seu álbum , pois o mesmo já se encontrava pronto quando ele resolveu acrescentar os Balões.

Conheci o Gerson e como ele já tinha feito álbum de figurinhas antes, fizemos uma sociedade e assim foi lançado o Balões 1 o primeiro álbum de figurinhas somente de Balões, ia atras de imagens no Rio e em São Paulo e frequentava vários festivais em busca das melhores imagens.

Um tempo depois a sociedade com o Gerson foi desfeita e abri a Fabula Editorial e continuei com o meu trabalho sozinho, lançando os Balões 2 e 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9, sempre buscando as mais incríveis imagens com os baloeiros que faziam questão que seus Balões estivessem presentes em minhas edições.

Me chamo Carlos Humberto de Andrade (Carlinhos) e achei que meu nome tinha que constar nessa historia já que eu fui o primeiro a lançar e ter a ideia, porque era Baloeiro de verdade e não um simples aproveitador que depois que viu que deu certo resolveu lançar também, agora com o passar dos anos a minha paixão pelos Balões continua, hoje sou um Piloto de Balão de Ar Quente e voo pelos céus do Brasil e do mundo, uma paixão de criança que continua ate hoje povoando os meus sonhos e fazendo parte da minha vida.

Um dia poderemos nos encontrar para que eu possa mencionar os nomes dos vários e verdadeiros colaboradores envolvidos nesse projeto que marcou uma geração.

Muito Obrigado pelo espaço!!!

Carlinhos

Confira os ábuns de figurinhas, livros e outras publicações sobre balões já lançadas:

Copyright © 2006 / 2018 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte